jump to navigation

Histeria 12/03/2009

Posted by arthur lacerda in profetizando, textos.
Tags: , , , ,
add a comment

fina capa invisivel

Dois posts no mesmo dia, não vai acontecer muito, mas tenho q dar algum conteúdo de início pra minha paginéca

texto de minha autoria:

 -Histeria-

      Olhar para a cidade e se perder na multidão de pontos que se concentram em todos os lugares, formando uma corrente infinita e circular que se mostram presentes em todos os lugares, fechando todos os lugares, abafando, sufocando, torturando e deixando não morrer todos os lugares que um dia foram vivos.

       Inertes se tornam todas aquelas pessoas que se iluminam na luz da religião, essa que mira os olhos e atacam sem compaixão. Ouro dos tolos, tão valiosa quanto a moeda de chocolate, e força dos desavisados, como um enorme pilar de areia.

       Pessoas vem e pessoas vão, cada vez trocando de cadeia por livre e espontânea vontade

        Tolos aqueles que saem de seus acolhedores ventres para depois, só depois, se converterem em mercado. Mercado de médicos, estudantes, criminosos, pedreiros, executivos. Mais tolos aqueles que resistem ao mercado

       “tolos” nos chamaram, então tolos devemos ser. Tola a criança que pede a mãe um kinder-ovo. Tolo o estudante que come o seu hambúrguer. Tolo aqueles tolos todos com seus desejos bobos.

        Gritos desesperados, dor (muita dor), lagrimas, toda a sinceridade foi despedaçada por uma fina capa invisível, mas que todos a percebem

        Um dia resolveram abrir a porta, outro tolo. Que aventureiro. Que desbravador. Que surpresa. Do outro lado era a mesma coisa.

Para complementar um texto um vídeo do Muse – Hysteria, de onde eu tirei os sentimentos que inspiraram o texto:

 

 

 

Anúncios